fbpx

Isso dói?

Me perguntam questões sobre reabilitação o tempo todo. Eu tenho reabilitado atletas de múltiplos esportes que haviam sido liberados pelo médico ou fisioterapeuta. Em razão de muitas pessoas conhecerem meu histórico, frequentemente me contatam pedindo conselhos. A maior parte do tempo, meus conselhos são ignorados, porque não digo o que as pessoas querem ouvir. Me dizem:
Só dói quando eu corro. E eu respondo com: – Então não corra.

Um famoso treinador que conheço uma vez me disse: – As pessoas não pedem conselhos; elas querem concordância ou consenso. Se você não diz o que elas querem ouvir, elas pedem para outro.
Suas palavras para mim foram: – Não perca seu tempo dando conselhos. Então, lá vou eu perder tempo novamente.

Se você tem uma lesão, e está se perguntando se um determinado exercício é apropriado, faça-se a seguinte pergunta: – Isso dói? O ponto central aqui, é que a pergunta “Isso dói?” só pode ser respondida com um SIM ou um NÃO. Se a resposta for sim, então você não está pronto para o exercício, não importando o quanto goste dele. Muito simples, certo? Na realidade não. Falo a qualquer pessoa, com a qual esteja conversando sobre reabilitação, que qualquer outra resposta que não seja um NÃO, quer dizer sim. Coisas como: “depois do aquecimento a dor passa”, etc. Querem dizer SIM. É impressionante quantas vezes já fiz essa pergunta às pessoas só para ouvi-las tergiversarem. A razão pela qual fazem isso, é que não gostam da minha resposta. As pessoas querem saber coisas como: – E aquela cura mágica que ninguém nunca me falou a respeito? E aquele exercício secreto?

Existe um ditado que gosto muito de dizer nesses casos: – O segredo é que não existe segredo. Um homem sábio, chamado Benjamin Franklin, disse uma vez: – Senso comum, não é tão comum.
Se você está lesionado e quer se curar, use seu senso comum. Exercício não deveria provocar dor. O que parece simples, mas os praticantes muitas vezes ignoram a dor o tempo todo e tentam racionalizar em cima disso. Desconforto é algo comum ao final de uma série de um exercício de força ou de uma sessão cardiovascular intensa. Desconforto adicional, a chamada dor muscular tardia, frequentemente ocorre pelos 2 dias subsequentes a uma sessão intensa. Isto é normal. Este desconforto deveria durar somente por estes 2 dias e se limitar aos músculos, não a articulações ou tendões. Dor ao iniciar um exercício não é normal nem saudável, e é um indicativo de um problema.

Progressão em qualquer exercício de força, deveria ser baseada em uma amplitude de movimento plena e livre de dor, que pode produzir dor muscular, mas não dor articular. Se é necessário modificar ou reduzir a amplitude do movimento para que não produza dor articular, temos um problema.

Progressão em um exercício cardiovascular deveria ser livre de dor e seguir a regra dos 10%. Não aumentar o tempo ou a distância do exercício mais do que 10% de uma sessão para outra.
Tenho usado esta regras simples por toda minha carreira como preparador físico e tenho sido capaz de manter literalmente centenas de atletas saudáveis. Tenho certeza que os mesmos conceitos irão lhe ajudar.

por Mike Boyle

Tem alguma dúvida?

Fale com
a Dofit

Dúvidas? Pode enviar sua mensagem e nossa equipe responderá por e-mail ou Whatsapp.

© DoFit. 2022 - Todos os direitos reservados
Criado por deu lucro